Como o capitalismo precisou da escravidão para prosperar

A relação entre capitalismo e escravidão pode parecer contraditória quando se entende que nosso modo de produção atual depende da “liberdade” do trabalhador assalariado na negociação com o capitalista e, portanto, seria inverso ao encontrado na servidão do modo escravista. Por outro lado, é observando o desenvolvimento do capitalismo que entendemos a notável e necessáriaContinuar lendo “Como o capitalismo precisou da escravidão para prosperar”

Machismo: Gênese histórica e combate

Atualmente, muito se debate acerca do machismo, considerado um dos principais males sociais contemporâneos. No entanto, apesar de todo o debate envolvendo o machismo, na maioria das vezes, os indivíduos têm uma visão demasiadamente imprecisa e pautada no senso comum do que ele é; em função disso, esse texto intenta transparecer qual a gênese doContinuar lendo “Machismo: Gênese histórica e combate”

O problema é muito maior que o Bolsonaro

Após o fim do poder moderador, houve um vácuo de poder que historicamente foi preenchido pelas forças armadas. Ora, sempre que há abalo institucional, o exército entra em cena com o objetivo de pôr “ordem na casa”. Essa era a função de D. Pedro II, que toda vez que se via diante de alguma instabilidadeContinuar lendo “O problema é muito maior que o Bolsonaro”

Resistir é preciso: A crise habitacional do capitalismo brasileiro

Gabriel Brasileiro Na primeira parte de seu livro Para a questão da habitação, Engels inicia o texto com a seguinte constatação: “A chamada falta de habitação, que hoje em dia desempenha na imprensa um papel tão grande, não consiste no facto de a classe operária em geral viver em casas más, apinhadas e insalubres. EstaContinuar lendo “Resistir é preciso: A crise habitacional do capitalismo brasileiro”

Uma reflexão para o dia do trabalho: Um gráfico que expõe a insatisfação do mundo com os empregos

Gabriel Brasileiro A Gallup, uma empresa de opinião americana, buscando compreender mais a fundo atitudes e comportamentos dos funcionários, constatou, em seu relatório mais recente sobre o estado do local de trabalho global, que o engajamento psicológico dos empregados em seus trabalhos é baixíssimo em escala mundial. Certo que, considerando os engajados — aqueles psicologicamenteContinuar lendo “Uma reflexão para o dia do trabalho: Um gráfico que expõe a insatisfação do mundo com os empregos”

A era do coaching, uma patologia do neoliberalismo

Igor Teo Texto original aqui Ser coach está na moda. Há coach para esportes, nutrição, carreira, finanças e até — pasmem — questões psicológicas. Neste texto vamos entender qual o verdadeiro problema (e perigo!) do coaching. Em primeiro lugar, qualquer coisa pode ser interessante à primeira vista. O coaching também. Se você vê o Tonny Robbins, por exemplo, por mais forçadoContinuar lendo “A era do coaching, uma patologia do neoliberalismo”

Justiça decide, os réus da tragédia de Mariana não serão julgados por homicídio e Mészáros explica o motivo

De forma unânime, os desembargadores do TRF1 decidiram trancar a ação penal de 2016 quanto ao crime de homídio contra o executivos de Vale, Samarco e BHP Billiton devido à tragédia de Mariana. Desse modo, os executivos não serão mais julgados pelo júri popular – que julga crimes contra a vida -, tendo a açãoContinuar lendo “Justiça decide, os réus da tragédia de Mariana não serão julgados por homicídio e Mészáros explica o motivo”

Referência do governo Bolsonaro, Japão não vai mais cortar verba de cursos de humanas

Por Helena Borges Texto original aqui Desde 1995, governo japonês diminuiu o orçamento público dedicado à formação em ciências humanas, mas impacto das mudanças tecnológica e climática na sociedade levou a revisão RIO — O presidente Jair Bolsonaro reafirmou nesta sexta-feira (26) sua intenção de cortar investimentos nas faculdades brasileiras de ciências humanas , algo que jáContinuar lendo “Referência do governo Bolsonaro, Japão não vai mais cortar verba de cursos de humanas”

3 “argumentos” de Jordan Peterson no debate que provam que ele nunca leu Karl Marx

Por Ben Burgis Artigo original aqui O momento mais chocante do debate de Žižek-Peterson ocorreu durante os primeiros cinco minutos. Na declaração inicial de Jordan Peterson, ele mencionou que releu o Manifesto Comunista em preparação para o debate. Isso, por si só, não foi especialmente surpreendente. Uma das muitas razões pelas quais o evento foi tão esperado –Continuar lendo “3 “argumentos” de Jordan Peterson no debate que provam que ele nunca leu Karl Marx”

A atualidade insuperável de Lenin: em defesa do legado revolucionário de nosso mestre bolchevique

Gazeta Revolucionária “Caminhamos num pequeno grupo unido por uma estrada escarpa e difícil, segurando-nos fortemente pela mão. Estamos cercados de inimigos por todos os lados, e, quase sempre, é preciso caminhar sob fogo cruzado. Estamos unidos por uma decisão tomada livremente, justamente para lutar contra o inimigo e não cair no pântano ao lado, cujosContinuar lendo “A atualidade insuperável de Lenin: em defesa do legado revolucionário de nosso mestre bolchevique”